TORNAR VISÍVEL O REINO DE DEUS,

VIDA LITÚRGICA E SACRAMENTAL E

UM LAR ACOLHEDOR PARA OS CRISTÃOS

Este é um trinômio, ou uma tríade, um tripé ou uma trilogia, na qual se fundamenta e se apóia a Igreja Episcopal Carismática do Brasil. São três linhas e ações distintas, que se mesclam e se interligam, no direcionamento do mesmo objetivo: “Servir a Deus e destacar a obra de Cristo como Salvador”.

Assim com essa missão primacial, a Igreja Episcopal Carismática no Brasil buscou e tem buscado os fundamentos na Historiografia Bíblica, na grandiloquente narrativa da Igreja Cristã Primitiva.

Nessa tríade, a IECB fincou as suas estacas, armou uma grande tenda e esticou as cordas de um Tabernáculo, ou seja, de uma igreja dita instituição religiosa de cunho carismático, de lastro evangélico, de amplitude universal (Católica), historicamente reformada, democrática em sentido amplo e com seus fundamentos na palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

Assim, observa-se que a IECB tem, nas primícias das suas atividades e fundamento religioso, o compromisso diante de Deus de tornar visível o seu Reino, conhecido e dando-se conhecer em meio às nações em todo mundo, por meio da pregação do Evangelho. Trazer e ensejar o conhecimento das riquezas espirituais, da vida  litúrgica e compromisso sacerdotal, oriundo da Igreja Cristã Primitiva seria de uma forma gradativa, um segundo patamar nos fundamentos da Igreja. Ensejar aos Evangélicos e Carismáticos, o poder de Pentecostes, extensivo aos irmãos e irmãs das igrejas históricas antigas. E, como um terceiro pé de um trinômio onde se assenta a Igreja Episcopal Carismática do Brasil, destaca-se a provisão de um lar acolhedor para todos os cristãos, especialmente para aqueles que buscam e necessitam de uma igreja litúrgica-sacramental, evangélica e carismática, aberta e amiga, como se fora um alicerce para as suas vidas espirituais, materiais e até para os possíveis dons ministeriais. Na Igreja Episcopal Carismática todos têm chances de serem irmãos iguais e amigos fraternos.

Afora estas colunas basilares da Igreja nos aspectos sócio religiosos, acrescente-se que a IECB é uma Instituição Democrática, onde todos têm direito de expressão, até mesmo se for minoria. A Igreja exercita em caráter permanente, a comunhão de todos os seus membros, pois todos os paroquianos registrados, todos os diocesanos anotados em seu rol de membresia, fazem parte do “Corpo de Cristo”, (ou seja, a Igreja como um todo). Formada e constituída por pessoas livres e conscientes, a IECB não neglicencia a absorção da inteligência, capacidade criadora, dedicação, do amor e sacrifício dos seus membros, reconhecendo aqui e alhures, em cada um, mas de forma sempre presente, os “diferentes dons”. Reconhecendo e brindando a capacitação para as diversas linhas do trabalho episcopal, permitindo que todos se manifestem com seus propósitos contributivos para com a obra do Senhor e o seu engrandecimento.

Este é, a priori, o perfil que se traçaria da Igreja Episcopal Carismática do Brasil, em especial da Diocese de Recife. Esta Casa do Senhor, tem consciência de que os seus diocesanos trazem a marca da graça de Deus, que é exercitada, sentido e vivida, com os princípios da ordem, da decência do culto votivo, da respeitabilidade e das tradições cristãs. Assim – a Igreja como um todo, pelos seus pastores e administradores em todos os níveis – se preocupam com a vida diária dos seus membros. Na medida do possível, no intuito de ajudar e apoiar, procura inteirar-se com informações sobre: onde vivem, como vivem, onde trabalham, como trabalham, o que lhes falta, quais seus anseios, propósitos e objetivos. Busca-os, admoesta-os, exercita a salutar solidariedade e com eles, dobra os joelhos e juntos oram a Deus. Esta é uma preocupação decorrente das ações espirituais, porque sendo a Igreja um guia, um fanal, vai mais além buscando integrar a plenitude de uma vida espiritual sadia, a uma vida secular e material também compatível com os aspectos religiosos, morais, sociais e políticos.

É bem de ver, portanto que, destarte, nesta linha de vida e ação comunitária religiosa, a IECB, é ao mesmo tempo uma Igreja diversa e una. Pode-se dizer: única, porque é uma só igreja, que comporta diversos segmentos locais, regionais e nacionais, os quais se inteiram e se completam como um todo. Uma no essencial – por exemplo – nos credos, nos ritos, dogmas, Liturgia e na sucessão. Apostólica, na posição de infalibilidade das Escrituras sagradas, na centralidade dos dois Sacramentos primaciais da igreja cristã Primitiva: o Batismo e a Eucaristia.

A outra face desta “moeda”, isto é de uma igreja diversa, espelhada e vista, assenta-se na aceitação das diferenças internas dos seus membros, que lhe asseguram outra característica: a compreensividade episcopal de fundamento carismático. Também pode-se dizer que a Igreja Cristã e Ecumênica, posto que, entende que a reunião dos que em Cristo são diferentes, está intimamente ligada à sua própria razão de ser e de existir.

Esta é pois, a Igreja Episcopal Carismática do Brasil, que em Pernambuco tem a sua Diocese, mercê de Deus, sob a regência do Reverendíssimo Arcebispo Dom Paulo Ruiz Garcia.

free vector