Palavra que é Alimento e Direcionamento

Trazemos em nossos lábios, corações e mentes a gratidão a Deus por saber que Cristo cumpriu definitiva e completamente sua missão redentora para nos dar vida eterna.

Sabemos que pela graça somos salvos, mediante a fé, e que esta é dom do Pai para nossas vidas (Efésios 2).

Sabemos que nada - nem profundidade, nem altura, nem angústia, nem tribulação - pode nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 8).

Sabemos que Jesus nos reconciliou em nosso relacionamento com Deus, e que dele somos hoje embaixadores e filhos amados (II Coríntios 5).

Sabemos que somos livres em Cristo, somos guiados e nutridos pelo Espírito Santo e que o pecado não terá mais domínio sobre nós (Gálatas 5).

Estas palavras cheias de esperança e vida, escritas pelo Apóstolo Paulo no início da era cristã, passaram séculos e séculos descritas nas Sagradas Escrituras, porém em textos escritos nas línguas originais e eruditas, como o grego e o latim, disponível exclusivamente para estudiosos, teólogos e autoridades da igreja.

Certamente, um dos principais frutos da Reforma Protestante de 1517 foi a possibilidade das pessoas terem acesso à Bíblia escrita na língua corrente do povo. A Reforma trouxe para cada cristão a maravilhosa oportunidade de conhecer a Palavra de Deus, sua boa nova, promessas e ensino.

Se hoje temos o privilégio e oportunidade de termos em nossas mãos uma Bíblia para leitura devocional e estudo, devemos isso a homens e mulheres que literalmente deram suas vidas nas lutas pela Reforma e pela propagação das Escrituras ao povo.

Estudar e ler a Bíblia é alimentar a alma e encontrar direcionamento para vida. É aprofundar a intimidade com Deus e conhecer sua vontade. É ser constantemente orientado, inspirado e nutrido pelo Pai, Filho e Espírito Santo.

Rev. Rafael Oliveira +

Reitor do Seminário Teológico

Categorias: Mensagens - Catedral da Trindade, Mensagens - Home
About the Author