O Sofrimento Pode Ser Bom?

Esta pergunta pode parecer estranha. É possível considerar, que uma pessoa saudável emocionalmente seja levada a respondê-la, de imediato, dizendo que o sofrimento nunca pode ser bom. O cristão, porém, pode ter um jeito diferente de respondê-la. Ele pode perguntar, por exemplo, o que uma dor profunda foi capaz de produzir na vida da pessoa que sofre e/ou das pessoas que lhes são próximas e concluir dizendo que o maior e mais resistente dos sofrimentos pode gerar corações, mentes e vidas melhores. Nesse contexto, por mais doloroso e demorado que seja o sofrimento, a sua pedagogia terá gerado resultados para uma vida melhor aqui e, quem sabe, a vida eterna para um filho que não atentava para a manifestação do amor de Deus no mundo pela encarnação do seu filho Jesus. É possível olhar com uma interpretação assim a advertência que nos fez o nosso Senhor e Deus: “Se a sua mão ou o seu pé o fizerem tropeçar, corte-os e jogue-os fora. É melhor entrar na vida mutilado ou aleijado do que, tendo as duas mãos ou os dois pés, ser lançado no fogo eterno. E se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o e jogue-o fora. É melhor entrar na vida com um só olho do que, tendo os dois olhos, ser lançado no fogo do inferno” - Mateus 18:8,9. Eu sempre achei muita clara e dura esta advertência. O céu é incomparável e pela eternidade com Deus todas as dores, sofrimentos e perdas aqui terão valido a pena, se eles produzirem em nós o arrependimento, o perdão e o encontro de que necessitamos com o salvador Jesus. Eu sei que não é fácil no meio da dor, na maioria das vezes, constatar o amor de Deus nos livrando do inferno. Porém, o amor de Deus se manifesta no nosso sofrimento ou na de pessoas que amamos quando ele é uma chance de reflexão sobre nós mesmos, sobre nossos atos, nossos valores e prioridades e, assim, quando se constitui uma grande oportunidade para mudanças que tenham efeito aqui e na eternidade pela aceitação do perdão e eternidade que ele nos oferece por meio de Jesus. Assim, sabendo que Deus permite o sofrimento, devemos olhar para ele com uma curiosidade que nos permita as lições de que necessitamos. Deus nos abençoe! Receba o meu abraço,

Rev. Marcílio Mota

Categorias: Mensagens - Catedral da Trindade, Mensagens - Home
About the Author