Traga à Memória o Que dá Esperança – Lm 3:21

Qual o efeito que a memória tem sobre nós? Você já pensou nisto? O que está em nossa memória tem o potencial de produzir alegria ou tristeza; satisfação ou frustração; amor ou indiferença; desânimo ou esperança...

É por isso que o apóstolo Paulo nos adverte: “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento." Filipenses 4:8

Eu gosto desses textos porque eles nos lembram que temos a decisão de determinar os pensamentos que nos dominam e o resultado deles nos nossos dias, projetos, trabalho e relacionamentos. E isto não é auto ajuda, mas ajuda do alto.

Nas primeiras aulas para conduzir um veículo, o meu instrutor percebeu que eu estava praticamente paralisado pelo medo daquela máquina “poderosa”.

Sensível e inteligente, ele disse as palavras que me libertaram daquele temor: “isto é só uma máquina. É você quem domina ela e não ela quem domina você”.

 Àquela atitude de encorajamento produziu em mim a confiança suficiente para logo ser vitorioso e bem sucedido na “arte” de conduzir um veículo.

Jeremias, o profeta de Deus, e o apóstolo Paulo me dizem a mesma coisa de outro jeito sobre o poder que eu tenho sobre os meus pensamentos. Eu tenho a opção de trazer para a minha cabeça o pensamento que eu quiser! Assim, posso escolher pensamentos de vida e não de morte; pensamentos de comunhão e não de conflito; pensamentos de vitória ao invés de pensamentos de fracasso...

Assim, eu decido, solenemente, trazer à memória o meu encontro com Jesus, o salvador. Foi ali que a minha vida ganhou sentido e destino certo. O amor de Jesus prevalecerá em meu coração. É o amor dele por mim e por todas as pessoas que eu quero e vou trazer à memória.

Rev. Marcílio Mota

Categorias: Mensagens - Catedral da Trindade, Mensagens - Home
About the Author