2ª Semana Consagração Ano Novo: 40 dias de Jejum

O Ministério da Vigília da Catedral da Trindade, convida a todos para um tempo de jejum, oração e meditação na palavra de Deus.

Serão 24 horas de oração, louvor, testemunhos e reflexão da Palavra de Deus que iniciará no dia 15/12 às 6h e finalizará no dia 16/12/2017 ás 6h com um delicioso café da manhã.

Aqui segue a tabela da SEMANA 2 - Arrependimento, confissão e Perdão

"Bem aventurado aquele cuja iniquidade é perdoada, cujo pecado é coberto (Salmo 32:1)".

Meditemos na palavra.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

DIA 08 - 13/11

Texto Referência: 1 Crônicas 21

Motivo de oração: PECADO = ORGULHO
Ore e peça ao SENHOR para lhe livrar da sedução do inimigo que o leva a cair na teia do orgulho e da vaidade. Peça para
lhe ajudar a ter confiança no SENHOR e nas Suas promessas

“Muito pequei em fazer tal coisa, porém, agora, peço-te que perdoes a iniquidade de teu servo, porque procedi mui loucamente (v8)”

Um dos pecados que mais corrompe o coração do homem é o orgulho, ele é como um câncer que quando não controlado ou eliminado, sai destruindo todo o corpo.O orgulho é considerado a raíz de todo o mal, foi por orgulho que satanás caiu, desde o princípio ele tenta o homem com o pecado de sua queda e da mesma forma, o alvo dele sempre é o povo de Deus e Sua criação, a estratégia dele sempre inicia incitando o homem a realizar ações que o resultado é massagear o ego do homem, dá ao homem o sentimento de poder, de posse e alimenta a vaidade. Geralmente quando estamos sendo tentado para praticar esse pecado, ficamos tão dono da verdade que a soberba toma conta de nós, não importa quem nos alerta para o perigo das nossas ações, ficamos como anestesiados, não ouvimos ninguém, se somos autoridade sobre alguém, fazemos valer tal autoridade, se não somos autoridade somos conduzidos a praticar outra estratégia das trevas, a manipulação, para que o que desejamos seja cumprindo e o nosso ego seja alimentado. Davi foi alertado do perigo para cumprimento do seu desejo, realizar o recenseamento, mas não deu ouvido ao alerta. Em submissão ao rei a ordem foi cumprida, mesmo não sendo completa como determinado por ele. Tal atitude de Davi não agradou ao SENHOR e provocou a Sua ira, levando-O a ferir Israel, mas o reconhecimento do rei a sua ação pecaminosa contra Deus que o levou ao arrependimento e confissão do pecado , a humilhar-se diante de Deus , levou o SENHOR a usar mais uma vez de compaixão e misericórdia para com Davi Deus aceitou o sacrifício de Davi pelo seu pecado respondendo com fogo, e ordenou ao anjo destruidor guardar sua espada. A bíblia nos ensina que a soberba precede a destruição e a altivez de espírito precede a queda (Provérbios 16:18), foi o que aconteceu com Davi e acontece com todos nós que não temos noção do nosso tamanho, consciência de quem somos, das nossas limitações e nossas finitudes, que não entendemos que a vida não é obra apenas de Deus pois, Ele não é um manipulador para nos tornar Suas marionetes ou robôs, Ele é SENHOR, Criador, é o Deus que permite a Sua criação optar por submeter-se à Ele, depender Dele, por amor à Ele, porque Ele, decidiu também ser nosso Pai e portanto relacionar-se conosco de forma pessoal e livre. É o que acontece quando não compreendemos e aceitamos também que a vida não é um privilégio apenas humano, porque assim corremos o risco de cometer repetidas vezes o mesmo pecado de Adão de nos julgarmos semelhantes a Deus e tentar assumir o controle da existência em nossas mãos limitadas e finitas. O SENHOR sempre está pronto a usar de misericórdia conosco quando damos vazão a nossa carne e cometemos o pecado de nos colocarmos como deus da nossa vida e alimentamos o nosso ego, desde que nos arrependamos e nos votemos para Ele. Ele nos promete : “O SENHOR espera, para ter misericórdia de vós, e se detém, para se compadecer de vós, porque o SENHOR é Deus de justiça, bem aventurados todos os que Nele esperam (Isaías 30:18)”

Texto escrito por: Patricia Ferreira da Silva

 

DIA 09 - 14/11

Texto Referência: Josué 17

Motivo de oração: PECADOS OCULTOS
Ore ao SENHOR para lhe conduzir ao arrependimento e confissão dos pecados ocultos. Peça libertação e cura.

“Quem esconde o seu pecado, não prospera, mas quem o confessa e abandona, encontra misericórdia (Provérbios 28:13)”

A bíblia nos ensina que somos templo e morada do Espírito de Deus (1 Coríntios 6:19), Ele agora habita em nós além de estar entre nós. Na época de Josué, o SENHOR “andava no meio” do seu povo, os conduzindo a terra prometida, o povo assim como nós hoje, precisava estar santificado para cumprir com tudo aquilo que o SENHOR o instruía. Nós, por conta da nossa desobediência, rompemos as alianças que o SENHOR faz conosco e optamos por pecar contra Deus, queremos viver os benefícios do relacionamento com o SENHOR, mas não queremos a obediência, o sacrifício de matar as vontades da nossa carne para poder desfrutar de uma relação de fidelidade, uma comunhão santa, fruto de um caráter transformado pelo nosso Criador. O SENHOR é santo, não há como tê-Lo habitando em nós se escolhemos viver uma relação superficial com ELE, uma vida que negocia o quanto pode pecar sem que a aliança com Deus seja quebrada, uma vida de ilusão que acha poder enganar Deus, que pode praticar pecados contra Ele escondido do olhar do homem e esses não serão descobertos. De Deus não se zomba, não devemos cair nesse engano, o que fizermos contra Deus, o que semearmos, iremos colher (Gálatas 6:7). Foi o que aconteceu com Acã, ceder a sua cobiça e pegar dos despojos do inimigo objetos que foram consagrados a outros deuses, objetos que era abominação aos olhos do SENHOR , deixou todo o exercito israelita vulnerável aos seus inimigos, pois foram feridos e tiveram que fugir, além de desencorajar e gerar perda de perspectiva a todo o povo de Israel. A consequência direta para o pecado de Acã, foi a morte não só dele mas de toda sua família. O pecado de Acã, nos ensina quanto o pecado de uma pessoa pode trazer consequência não só para o praticante mas para todos que com ele se relaciona. A exemplo dos nossos dias hoje, infelizmente vejo muitas famílias serem afetadas quando um membro torna-se um dependente químico, também a sociedade torna-se refém do usuário que chega a cometer delitos para saciar seus vícios. Jesus disse que não existe nada que venhamos fazer escondido que não venha ser revelado, nada que está oculto que não venha ser conhecido (Lucas 12:2). O SENHOR traz a revelação para que sejamos purificados. Fazemos parte de uma geração de muitas facilidades para o pecado sem que sejamos pegos em fragrante, como: adulterar, mentir, manipular, acessar pornografia, nos comportar como verdadeiros filhos de Deus, quando na verdade somos apenas religiosos, enganar, cobiçar o bem do outro, desejar o mal do próximo, cultivar amizades para tirar proveitos e tantos outros pecados. O SENHOR nos convida como convidou Acã e seu povo a se santificar, Ele revelou o pecado de Acã e o levou a confessar a verdade diante de todo o povo. O SENHOR nos quer livre de qualquer embaraço que limita a ação Dele em nós e tudo o que Ele quer nos proporcionar. Ele deseja que estejamos de pé diante Dele para falar conosco, como ordenou a Josué, levanta-te! Nós, por conta da nossa natureza pecaminosa, estamos sempre propensos a cair, mas Deus, desde o Éden, tem o propósito de nos levantar, precisamos estar vigilantes, orando para que possamos escapar das ciladas do pecado, das sutilezas do diabo, para que estejamos de pé diante do SENHOR (Lucas 21:36) e estarmos fortes para resistir o inimigo dia após dia.O salmista sofrendo por pecados inconfessados declarou: Enquanto eu mantinha escondidos os meus pecados,o meu corpo definhava de tanto gemer. Pois dia e noite a tua mão pesava sobre mim; minhas forças foram-se esgotando como em tempo de seca. Então reconheci diante de ti o meu pecado e não encobri as minhas culpas. Eu disse: "Confessarei as minhas transgressões", ao Senhor,e tu perdoaste a culpa do meu pecado (Salmo 32:3-5).

Texto Escrito por: Patricia Ferreira da Silva

 

DIA 10 - 15/11

Texto Referência: Juízes 16:1-21

Motivo de oração: PECADO = IMORALIDADE SEXUAL, PODER
Ore ao SENHOR para que o Espírito Santo controle as suas emoções de maneira que você não se torne escravo, consequência da sedução, manipulação que levam você a cometer os pecados de imoralidade sexual e poder.

Deus criou o homem e a mulher para se tornarem um por meio da união matrimonial,que é uma aliança de fidelidade e compromisso um com o outro em obediência e amor ao SENHOR. Ao longo de toda história, observamos que mesmo aqueles que obedecem a instrução do SENHOR, e se casam, podem viver um matrimônio com imoralidades sexuais, quando o casal praticam sexo imoral. Para o cristão, manter-se casto até que passe a ter uma vida conjugal, é um ato de obediência ao SENHOR que nos protege do outro e de nós mesmo. Em cantares há uma recomendação para não despertar o amor antes do tempo (Cantares 8:4). O relacionamento de Dalila e Sansão é um claro ensino de como podemos ceder ao pecado da imoralidade sexual, e das possíveis consequências para os que optam por se satisfazer sexualmente fora do ideal projetado por Deus para nós. Sansão, tornou-se um com uma prostituta, tornando-se impuro, depois afeiçoou-se a Dalila de uma forma tal que a paixão o deixou cego, ele foi seduzido pelo pecado por uma inimiga disfarçada de amor, persistente, no propósito de descobrir o seu ponto fraco para entregá-lo aos seus inimigos declarados, os filisteus. Ela foi perseverante, dia a dia ia provendo a ele o prazer temporário e buscando descobrir o seu ponto fraco, por meio de chantagem emocional para que recebesse provas do amor dele por ela, sua insistência contínua chegou a levar a alma dele uma impaciência a ponto de se angustiar até a morte, até que ele confessou sua fraqueza e ela teve vitória, conseguiu atingir o seu objetivo. Na nossa geração, somos tentados por todos os lados para nos inclinar ao pecado da sexualidade, somos bombardeados pelas mídias que nos aguçam os sentidos sexuais, somos tentados muitas vezes por pessoas das nossas relações diárias que nos aparentam suprir as nossas carências afetivas, nos entregamos ao prazer pelo prazer apenas para atender o grito da nossa carne por sexo de qualquer forma e/ou com qualquer pessoa seja ela do mesmo sexo ou não, até como Sansão, caímos no laço do “amor perfeito “ que nos prende pelo sexo nos levando a morte, senão literal, espiritual e emocional pois nos tornamos escravos desse falso amor. A bíblia nos instrui que todas as coisas nos são lícitas mas nem todas nos convém, não devemos nos deixar dominar pois tais coisas, devemos fugir da impureza pois estando nós em Cristo, somos um com Ele, o nosso corpo pertence a Ele porque fomos comprados por Jesus, nos tornamos santuário do SENHOR pela habitação do Seu Espírito em nós (1Coríntios 6:12-29) portanto, somos alertados severamente “Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá, porque o santuário de Deus que sóis vós, é sagrado (1 Coríntios 3:16-17)”, somos exortados como cidadãos dos céus e não desse mundo a nos abster das paixões carnais que faz guerra contra nossa alma (1 Pedro 2:11),devemos fazer morrer a nossa natureza terrena, prostituição, paixão lasciva, desejo maligno para que não venha a ira de Deus sobre nós por esses pecados, porque não herdarão os Reino de Deus os que praticam o pecado contra o corpo: impuros, idólatras, adúlteros, efeminados, sodomitas, ladrões, avarentos, bêbados, maldizentes (Colossenses 3:5-6), (1 Coríntios 6:9-10). Após vencer as tentações do inimigo, quando tentado no deserto, Jesus começou a convocar o povo ao arrependimento pois o Reino dos céus estava chegando (Mateus 4:17), Ele não foi tentado só naquele instante mas em outros momentos também, a todas conseguiu vencer, nós também somos tentados com perseverança pelo inimigo, podemos até como Sansão nos sentir angustiados na alma, mas não podemos brincar com o inimigo como ele brincou, temos que resistir a satanás vivendo a Palavra como Jesus fez nos seus momentos de tentações, só assim conseguiremos vencer se estivermos em Jesus, e decidirmos não rejeitar a Sua misericórdia a nós. Se optarmos por continuar alimentando a nossa carne, seremos entregues por Deus as nossas próprias paixões (Romanos 1:26-27) porque nos tornamos cativos do nosso desejo diabólico expressados pelo sexo desenfreado e imoral. O sexo foi dado por Deus para os momentos de prazer a dois em conformidade com a santidade do SENHOR e para uma vida feliz, não para imoralidade que nos leva a morte eterna por causa da nossa desobediência e destruição do santuário do SENHOR, nós.Que o SENHOR nos ajude a usar o nosso corpo para glória de Deus.

Texto Escrito por: Patricia Ferreira da Silva

DIA 11 - 16/11

Texto Referência: Êxodo 8:1-15

Motivo de oração: PECADO = PROCRASTINAÇÃO
Ore ao SENHOR e peça perdão pelo pecado da procrastinação. Que Ele lhe dê ânimo para você cumprir a sua agenda diária pessoal, familiar e profissional hoje e não adiar para amanhã.

Estamos vivendo uma época em que não conseguimos dar conta de todas as atividades que temos que realizar nas horas disponíveis pra nós em um dia. Ai cabe algumas reflexões:
Eu não estou conseguindo realizar minhas atividades porque as 24h que tenho são insuficientes, ou porque estou com muitas atividades? Estou sabendo identificar quais são as atividades prioritárias ou todas pra mim classifico como prioritária? Estou com tanta atividade que nem sei por onde começar e ai acabo não fazendo nada. Tenho sentido um desânimo tão intenso que não tenho dado conta das minhas atividades diárias. Eu procuro cumprir com minha agenda, sempre começo o que entendo que é prioridade mas não consigo terminar e por isso estou com várias pendências. Eu sempre começo a fazer algo mas a medida que vou avançando, perco o interesse ai abandono. Vou começar a fazer isso amanhã. O tempo que tenho pra fazer essa atividade é suficiente, vou deixar pra depois. Eu não gosto de fazer isso, então depois eu faço. Fico muito impaciente quando vou fazer determinadas atividades, ai fico me arrastando pra conseguir concluir. Qualquer que seja a minha resposta ou identificação para as colocações acima, eu estou procrastinando.
Procrastinar é sempre deixar pra depois o que podemos fazer agora. Foi o que fez Faraó, mesmo em meio ao sofrimento com as rãs, deixou pra obedecer a Deus no dia seguinte (V 9-10), por causa da soberba e orgulho. A procrastinação pode ser consequência de: alguns pecados: preguiça, soberba, orgulho, vaidade ( a dureza do coração de faraó não permitia que ele obedecesse e desse glória a Deus pelo Sua soberania). Problemas fisiológicos: desordem hormonal ou carência de vitaminas . Problemas psicológicos: quando não conseguimos iniciar algo porque nos sentimos incapazes ou desânimo por qualquer outra condição. Qualificação insuficiente: Priorizo e gasto tempo em atividades que eu não fui capacitado profissionalmente por exemplo, pra fazer. Esse pecado pode nos levar a um estado de frustração por conta da pressão que sofremos por não dar conta dos nossos compromissos, com isso, podemos nos sentir pressionados pela pressa demasiada ou pela vagarosidade excessiva, as duas situações pode nos levar a um estado de ansiedade que pode impactar nas nossas relações interpessoais (amigos, família, trabalho, igreja) e na nossa relação com o SENHOR, pois acabamos esperando de Deus o fazer que deveria ter uma iniciativa nossa. Também pode nos levar a um estado de comodismo. Nos acomodamos de uma forma tal que em alguns casos colocamos no outro a responsabilidade do nosso insucesso por adiarmos pra depois o que temos que fazer hoje. Na bíblia desde o antigo testamento, temos conhecimento do SENHOR instruindo ao homem a ter pressa no que tinha que fazer: Gênese 45:9; Deuteronômio 9:12; Zacarias 8:21; Lucas 14:21; Lucas 19:5; Também somos ensinados por Jesus, a não sermos ansiosos por coisa alguma, inquietos pelo dia de amanhã, basta cada dia o seu mal (Mateus 6:25-34) mas há também um alerta sobre não deixar pra amanhã o que devemos fazer hoje (Eclesiastes 9:10). Imitemos Jesus deixou pra depois para cumprir a sua missão e nunca deixa pra depois para nos acudir quando o buscamos em oração e suplicas. Procuremos buscar sabedoria no SENHOR para que tenhamos equilíbrio em tudo e não cairmos no pecado de procrastinar por qualquer que seja a razão. Sejamos sábios ao priorizarmos a oração, família, descanso, trabalho, servir ao SENHOR, Peça um coração arrependido ao SENHOR por ter vivido adiando tarefas principalmente aquelas que impactam na sua relação com Deus, ânimo para abandonar o comodismo e saúde para uma vida saudável.

Texto Escrito por: Patricia Ferreira da Silva

 

DIA 12 - 17/11

Texto Referência: Gênese 4:1-16

Motivo de oração: PECADO = MAQUINA PROJETOS MALIGNOS Ore o salmo 139:23-24. Peça ao SENHOR para inclinar o seu coração para glorificar Jesus

“Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos malignos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos (Provérbios 6:16-19)”

Todas as nossas ações geram consequências, se são boas ações, colheremos bons frutos, se maus ações, colheres maus frutos. Caim e Abel são os filhos de Adão e Eva, os pais de toda a humanidade e também os primeiros a se oporem a vontade do SENHOR, Adão e Eva, sofreram as consequências da sua separação do SENHOR, e por seguinte seus filhos, que alheios a Deus, se deixou levar pelo sentimento de inveja, Caim. O mal estava no mundo e se desenvolvendo no coração do homem. Antes de concretizar o seu pecado, Caim foi advertido pelo SENHOR “Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz á porta, o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpri dominá-lo”. Quando permitimos que qualquer sentimento contrário ao perdão e amor, tome conta da nossa mente e coração, nos tornamos alvos do nosso desejo maligno. Assim como a Caim, o SENHOR nos dá uma oportunidade de nos arrepender e voltar atrás antes de concretizarmos os planos que projetamos em nosso coração para exercer nossa própria justiça. O homem desconheceu e ainda hoje desconhece a Deus, a sua família celestial, o passo seguinte é desconhecer o seu próximo e na maioria das vezes os da nossa própria família, como aconteceu entre Caim e Abel. Observe que a ira de Caim era tamanha a ponto de seu semblante ficar decaído, ele estava doente da alma, deixou que o mal o dominasse e o levasse ao extremo, que foi o primeiro assassinato ao homem e tragédia na primeira família da terra, pela falta de amor e submissão ao SENHOR e domínio próprio, um dos frutos do Espírito (Gálatas 5:22). Se não conseguimos dominar o nosso pecado, com a ajuda de Deus, o pecado nos dominará (conforme advertiu o SENHOR a Caim) esse é o fruto do nosso plantio. Há pessoas que de tão dominado por projetos e pensamentos pecaminosos como desejo de vingança por exemplo, ficam doentes não só emocionalmente quanto fisicamente. Somente o amor a Deus, o qual nós nada fizemos para merecer pode nos conduzir ao arrependimento, e perdão tanto a nós mesmos quanto o perdão a aqueles que nos fizeram mal e ai passamos a ter um coração que projeta para glória de Deus e não para o maligno. A bíblia nos convoca a sermos imitadores de Deus, Jesus é Deus, o Deus encarnado que é nossa referência para uma vida em plenitude com o Espírito de Deus ainda aqui, que nos ensina amar ao próximo como a nós mesmo, independente da condição do pecado. É difícil amar e perdoar quem nos violenta, nos machuca, pratica coisas desumanas. Deus é capaz de oferecer graça para quem é miserável, para o pior ser humano que já pisou sobre a terra, Ele é capaz de amar ao pior dos pecadores, e nós podemos ser justamente esse pior pecador, pois para Deus não há diferença entre níveis de pecado como supõe o homem. Se um assassino cruel, se prostra diante de Deus, e se arrepende, Deus perdoa e ama, porque a misericórdia Dele não é como a nossa, a graça é justamente para aquele que é mau, Deus prova o seu amor por aquele que não merece amor (Romanos 5:6-8)

Texto escrito por: Patricia Ferreira da Silva

DIA 13 - 18/11

Texto Referência: Deuteronômio 18:9-12; 1 Samuel 28; 1 Crônicas 10

Motivo de oração: PECADO = CONSULTA A ADIVINHOS E FEITICEIROS Ore ao SENHOR e peça perdão por ter consultado adivinhos para saber seu futuro. Ore quebrando todo pacto feito enquanto buscava. Peça ao SENHOR para lhe ensinar a descansar e viver um dia por vez confiando e buscando suas respostas no SENHOR

Quando o povo de Deus, começou sua trajetória rumo a terra prometida, o SENHOR lhes deu algumas leis, recomendações, advertências e instruções, uma delas foi que não deveriam proceder como os povos que estavam sendo conquistados, um desses povos foram os cananeus. Povo que consultavam adivinhos (alguém que recebia poderes mágicos por meio de encantamentos), feiticeiros (faziam porções com ervas para controlar circunstâncias ou pessoas), encantadores (prendiam pessoas por meios de dizeres mágicos e encantamentos), eles praticavam o ocultismo (oculto, secreto, misterioso e além do conhecimento humano) para se comunicarem com o mal e com espíritos mortos, com o objetivo de alterar a consciência humana e manipular o sobrenatural. Quando o povo de Deus queria saber a vontade de Deus para algo que eles desejavam pra sua vida, recorriam ao sacerdote (homem eleito e separado por Deus para ser o facilitador na comunicação entre Deus e seu povo) . Um dos maiores anseio do nosso coração é saber o nosso futuro, consciente ou não dessa realidade, somos sopro, somos como uma chama que a qualquer hora pode ser apagada e nós não temos nenhum controle sobre isso, dependemos unicamente de Deus. Por essa insegurança, buscamos meios que nos garanta uma estabilidade (mesmo que seja ilusória) em todas as áreas da nossa vida (sentimental, familiar, profissional, financeira, amigos...). O SENHOR nos instrui a buscá-Lo de todo nosso coração por meio da oração e O encontraremos (Jeremias 29:12-13), Nele teremos as respostas que desejamos ou precisamos para viver a vida que Ele desejou pra nós, não precisamos buscar outro meio que nos coloca no lugar de rebeldes e desobedientes correndo o risco de ser rejeitado por Deus como foi Saul por não executar por completo a ordem que o SENHOR lhe deu, tendo como consequência também a perda do seu reinado (1 Samuel 15). Saul terminou seus dias insistindo em desobedecer ao SENHOR, ele consultou uma médium que praticava a necromancia (adivinhação por meio de consultas a mortos) para obter direcionamento sobre sua última batalha (1 Samuel 28). Jesus, ao encarnar, morrer e ressuscitar nos deu livre acesso ao SENHOR, sem barreiras e dependência de ninguém, podemos buscar e consultar a Deus o que desejarmos saber. Continua sendo proibido pelo SENHOR, nossa consulta ao espiritismo, leitura de sorte ou adivinhos, astrologia, numerologia, leitura de mão, cartas de tarô, psicografia, ou qualquer prática oculta, Ele nos orienta a responder aqueles que querem nos conduzir a consultar aos ocultistas, “Acaso não consultará um povo a seu Deus? Acaso a favor dos vivos consultará os mortos? (Isaías 8:19)”. Pra os que realizam ou consulta tal prática, o SENHOR convida ao arrependimento, confissão e abandono. Vale lembrar que alguns de nós cristãos desobedecemos a Deus com esse pecado, quando atribuímos a alguém entre nós uma unção especial por ser alguém de oração e colocamos nesse alguém nosso anseio, buscando saber o amanhã ou quando vamos atrás de profetas ditos cristãos que profetizam pelo seu próprio conhecimento humano e as vezes mentirosos, muitos deles guiados por espíritos malignos (Apocalipse 16:14). É Deus o conhecedor de todas as coisas, foi Ele quem escreveu todos nossos dias no livro da vida quando nenhum deles ainda nem existiam (Salmo 139:16), Só em Jesus que ressuscitou e está vPivo que temos o que precisamos, Ele é o começo e fim , o primeiro e o último, somos felizes quando escolhemos obedecer ao SENHOR e lavar nossas vestes no sangue de Jesus, o Cordeiro de Deus que por Sua obediência, nos deu acesso por toda eternidade ao nosso Pai celeste, por meio da Sua Palavra e dos seus servos, nos advertiu para que não caiamos em pecados aborrecendo assim a Ele, atraindo a Sua ira sobre nós e ficando de fora do Seu Reino como os feiticeiros, impuros, assassinos, idólatras, os mentirosos e todos que amam o pecado (Apocalipse 22:12-16)

Texto escrito por: Patricia Ferreira da Silva

 

DIA 14 - 19/11

Texto Referência: Atos 5:1-11

Motivo de oração:

 

Categorias: Notícias - Catedral da Trindade, Notícias - Home, Vigília / Grupo de Oração
About the Author